Psiquiatria

O QUE É PSIQUIATRIA?

A Psiquiatria busca compreender as doenças mentais em sua totalidade, considerando aspectos biológicos, psicológicos, sociais e ambientais que influenciam a saúde mental.

Essa especialidade, portanto, é fundamental para que o paciente possa ter um bem-estar psíquico que permita uma melhor qualidade de vida.

Principais transtornos tratados pela psiquiatria

Ansiedade: é uma emoção caracterizada pela perturbação momentânea do estado psíquico diante de uma situação ou expectativa que gere desconforto, angústia ou medo.

Depressão: essa doença psiquiátrica que afeta o lado emocional da pessoa, que passa a experimentar sintomas como tristeza profunda e desesperança. Trata-se de uma condição crônica e que pode ser, inclusive, recorrente. Por isso, é essencial ficar atento aos seus sinais e, a qualquer sinal de recaída, procurar ajuda médica.

Esquizofrenia: geralmente, a esquizofrenia pode ser observada em pessoas que se encontram no fim da adolescência e início da vida adulta, embora possa ocorrer ao longo de toda a vida. As causas da esquizofrenia ainda são desconhecidas pelos especialistas. Porém, é possível que fatores genéticos e ambientais possam influenciar no desenvolvimento da doença. Dentre os fatores externos, atribui-se o uso de drogas lícitas e ilícitas, infecções virais, desnutrição na gravidez e outros.

Transtorno bipolar: é uma alteração mental grave em que o paciente sofre com oscilações no humor, com episódios de depressão e mania, de tristeza profunda até a euforia extrema. 

Déficit de atenção: o DDA (Déficit de Atenção) é um distúrbio que afeta a concentração em atividades rotineiras e, em alguns casos, induz a pessoa à impulsividade. Outras características do DDA são: 

  • dificuldade de manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas;
  • falta de motivação;
  • dificuldade de ficar parado ou de ficar sentado por longos períodos;
  • incapacidade de terminar tarefas e concluir projetos;
  • dificuldade para o estabelecimento de objetivos definidos e de planos para o futuro;
  • dificuldade em expressar sentimentos;
  • sentimento de tédio e apatia;
  • falta de motivação
  • impaciência;
  • letargia. 

Psicose: esse transtorno psicológico altera o estado mental do paciente, fazendo com que existam dois mundos simultâneos, o real e o imaginário. Muitas vezes, a pessoa não consegue diferenciar os dois mundos. A causa não é bem definida. Ainda assim, acredita-se que alguns fatores estejam relacionados e contribuam para o desenvolvimento da psicose, como: depressão profunda, uso de substâncias alucinógenas, doenças que afetam o sistema nervoso central como Alzheimer, AVC, aids, Parkinson, insônia grave, uso de drogas ilícitas e momentos de grande estresse. 

Autismo: também conhecido como Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), essa condição médica é caracterizada por um atraso no desenvolvimento neurológico. Os resultados podem ser percebidos como déficit na comunicação e na interação social, além de alterações no comportamento, como movimentos repetitivos e também hipersensibilidade a determinados estímulos.

Dependência química: a dependência química é uma doença caracterizada pelo uso descontrolado de uma ou mais substâncias que podem alterar o estado mental. Alguns sintomas que caracterizam a dependência química são:

  • compulsão e/ou fissura pela substância;
  • dificuldade de controlar seu uso;
  • síndrome de abstinência.

Transtornos do pânico: a síndrome ou transtorno do pânico é uma doença que pode ser caracterizada por crises de ansiedade ou pânico que se manifestam com sintomas bastante severos, capazes de afetar o cotidiano. Geralmente, as crises podem durar de 15 a 30 minutos. 

Transtornos alimentares:  esse transtorno psiquiátrico é caracterizado por dificuldades na área da alimentação e na relação que a pessoa tem com o próprio corpo. Diversas doenças fazem parte do grupo de transtornos alimentares, com o corpo anorexia, bulimia, transtorno de compulsão alimentar.

Demência: ela afeta a função mental de forma lenta e progressiva, alterando a memória e o pensamento. A demência é a redução prejudicial da capacidade cognitiva, que afeta diretamente as habilidades de lidar com tarefas do dia a dia, por exemplo. É um termo que abrange diversas doenças neurodegenerativas.

Psiquiatria Clínica Lira Vasconcelos